21/10/09

70x7 há 30 anos

No dia 21 de Outubro de 1979 era emitido o primeiro programa 70x7. Chegava à antena da RTP um projecto inovador para a televisão da época e sobretudo para a Igreja em Portugal.

Se o discurso marcara a presença do religioso na comunicação mediática até então, a partir do 70x7 era a experiência de proximidade, da narração na primeira pessoa, do registo da imagem e do som no local, por mais ermo que fosse, a oferecer criatividade aos 25 minutos de televisão, na manhã de cada Domingo.

Marcada por encontros entre paredes, a Igreja Católica vê emergir com o 70x7 a possibilidade de outros e novos encontros. Uns em sintonia com ambientes celebrativos de comunidades urbanas ou rurais, outros aparentemente distantes, mas em tudo relacionados com a revolução inaugurada pela mensagem de Jesus Cristo, inspiradora e lei para muitas gentes, em cada época e em cada contexto social. Em muitos destes casos, foi através da televisão, de poucos minutos de televisão em cada semana que se abriram novas fronteiras, novas frentes de missão, se integraram criativas experiências do cristianismo e se abriram janelas e portas da Igreja para toda a sociedade.

Passados 30 anos, esse registo permanece no 70x7.

Conhecida a história do programa, a herança dos fundadores e continuadores e a marca que criou na opinião pública, este programa distingue-se entre os vários conteúdos que a Igreja Católica em Portugal, através do Secretariado Nacional para as Comunicações Sociais, coloca na opinião pública pelos media. Eles giram ao torno da marca Ecclesia – a partir de Novembro também na rádio pública - e encontram no programa 70x7, pela identidade que sempre teve, o meio para tocar novas fronteiras, para tomar a iniciativa do diálogo, para a bidi-reccionalidades na comunicação, tão identitária e desafiante para o momento presente.

No assinalar de 30 anos de história, no próprio 70x7 destas semanas, ouvi um “senhor” da televisão deixar uma pista para que, hoje, o programa possa permanecer em sintonia com a sua história e falar a novos públicos. Dizia Luís Andrade, realizador e antigo director de programas da RTP, que há que dizer em 15 segundos o que antes se dizia em 15 minutos. Uma proposta para os que hoje o realizamos, enigmaticamente matemática, ao jeito do próprio nome do programa: 70x7.

Paulo Rocha

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial