17/10/12

«365 dias, 365 obras»: comunicar com os Bens Culturais da Igreja

Memórias vivas e comunicantes do sagrado, compete-nos, com efeito, desenvolver e incentivar as múltiplas valências deste legado Prosseguindo o esforço de valorização do património eclesial português, o Secretariado Nacional para os Bens Culturais da Igreja apresenta, no próximo dia 18 de outubro, o projeto multimédia “App 365 dias, 365 obras”. Destacando a dimensão pastoral e cultural da obra de arte religiosa, contextualizada num mais vasto programa de interpretação - para além da simples análise formal, como instrumento de apreciação estética - pretende fomentar uma consciência crítica de valorização e redescoberta do património religioso português. Sensibilizando os utilizadores para a sua riqueza e diversidade, visa deste modo uma mais ampla partilha, fruição e acesso aos Bens Culturais da Igreja. Plataforma online disponível nas versões iPad, Android, Mac e PC, concretiza-se na apresentação de uma obra por cada dia do ano, em articulação com o calendário litúrgico que a integra. Com navegação em vistas anuais, mensais e diárias, oferece-se assim como uma nova proposta de comunicação patrimonial. Memórias vivas e comunicantes do sagrado, compete-nos, com efeito, desenvolver e incentivar as múltiplas valências deste legado, promovendo a sua valorização ao serviço da missão que lhe está confiada, duplamente cultual e cultural. Em suma, sem fazer de tudo isto uma nova “indústria cultural”, de consumo superficial e espiritualmente nula, termino evocando as palavras de João Paulo II, quando nos interpela a transmitirmos “o assombro religioso perante o fascínio da beleza e da sabedoria, que emana de tudo o que a história nos entregou”. Sandra Costa Saldanha

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial